Miragem

Miragem

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Sei de mim-II-foto Ana Mar

Sei de mim nesta natureza que me acolhe e me faz mulher.


Sei de mim nestes fins de tarde onde me encontro no que há de mais verdadeiro
 Ser humano em mutação.


Corpo terreno desvanecendo nas encostas da vida, espírito crescendo
para lá do horizonte dos sentidos.

Pequena luz ,nos confins do pensamento.

Movimentos terrestres há procura de um outro mundo, um outro Sol.

Alquimia transformadora de um qualquer Deus distante que me segue e me conduz.

Encontro-me sempre aqui nesta paisagem agreste e doce,
 bela e pertubadora,nestes dias em que o tempo é longo
e os dias tão curtos que se perdem num tempo sem tempo.

A árvore que teimosamente me observa,
 testemunha deste sentir, será minha confidente
e sombra dos que me verão partir.

Sem comentários:

Enviar um comentário